68
reblog

E eu digo gritando que tô indo embora pra nunca mais voltar. Mas eu volto. Eu sempre volto. Eu sempre volto pra você porque você me faz querer voltar. Eu sempre volto porque você é a minha casa e teu sorriso, a minha segurança. Eu sempre volto pra dentro do teu abraço, porque fora dele eu tenho medo. Eu sempre volto porque você me prende… porque você me tem.

via
8
reblog
via source
81
reblog

A gente sempre acaba se acostumando. Ou melhor, se adaptando. É a lei da vida, não é? Se adaptar ao novo, ao velho, ao que foi embora e ao que acabou de chegar. É isso que eu estou tentando fazer. Me adaptar à sua partida e ao vazio que ela me trouxe. E, admito, não está sendo fácil. Nada é fácil sem você. Tem dias em que eu quase me convenço de que você não passa de um ex-amor superado. Mas aí, assim do nada, o ar me traz teu cheiro e eu acabo lembrando que teu cheiro insistia em ficar em mim depois um abraço (acreditaria se eu dissesse que ele ainda está grudado em mim?). Ou então a nossa música, ou qualquer outra música de amor, toca em algum lugar e eu acabo me lembrando de como você era o melhor cantor que eu já ouvira. E quando eu tenho um dia de merda, o que é bastante comum, lembro que era pra você que eu ligava a qualquer hora só pra te contar das minhas frustrações diárias. E você ria e ria quando eu fazia isso e dizia com um sorriso calmo: “relaxa”. E eu relaxava mesmo, tua voz era a minha terapia. Foram tantas as vezes em que eu disquei teu número só pra dizer que sinto a tua falta e que isso está me consumindo… Mas eu sempre desistia antes do primeiro toque. E se estivesse ocupado? Eu não saberia lidar. Mas vou ter que aprender. Vou ter que me adaptar com a falta que você faz. E não é pouca, sabia? Mas vou ter que me acostumar com o gosto amargo do nosso fim. Porque os fins também são recomeços.

via
36843
reblog
via source
2195
reblog
via
93
reblog

Nós sempre seremos o caso mal resolvido e a história mal contada. Sempre seremos as reticências no lugar do ponto. O que há entre eu, você e nós sempre será uma indefinição. Não importa o quanto tentemos ser práticos, jamais conseguiremos dizer “adeus” ou “vamos ficar juntos”. Nós somos a vontade de ficar e de ir embora. Somos inconstantes. E, no meio de tudo isso, só uma única certeza prevalece: a de que sou tua e, assim, meu amor também é teu.

via
92
reblog

No final das contas, não quero ser tua amiga, muito menos somente alguém especial. Não quero ser um monte de lembranças boas, nem mais alguém que já passou pela tua vida. O que eu quero é ser sempre única pra ti. Saber que, não importa quantas pessoas passem pela tua vida e quantos amores tomem conta do teu coração, você jamais será tão intenso e tão verdadeiro quanto foi comigo. A única a quem foi permitido conhecer cada detalhe mínimo e cada defeito insuportável que você tem. A única a quem você confiou tuas histórias bobas de infância e tuas inseguranças mais escondidas. Saber que somente eu pude te ter assim, tão desarmado, tão entregue, tão sem medo, tão você.

via
63054
reblog
via source
32018
reblog

Meu silencio grita, meu olhar entrega, mas ninguém percebe.

Renato russo. 
via
10494
reblog
via